As coisas boas da vida

24 de fev de 2016

Acordar desesperado porque o despertador não tocou e descobrir que é sábado é bom.
Reunir-se com amigos verdadeiros para colocar o papo em dia é muito bom.
Beijar na boca é bom... Na boca de quem a gente gosta é bom demais.
Conseguir os ingressos pro show da sua banda preferida é bom.
Viajar, ah, é muuuuuuuito bom.
Chegar no ponto de ônibus e seu ônibus chegar logo em seguida... Ah, é bom demais!
E encontrar, sem querer, uma pessoa querida? É bom.
Ver um "digitando..." quando você pensa em chamar uma pessoa é muito bom.
Chegar em casa e logo em seguida começar a chover dá um alívio e é bom demais.
Encontrar algo depois de cansar de procurar é bom.
Ver alguém te ligando para desejar 'parabéns' à meia-noite é maravilhoso e muito bom.
Ouvir alguém dizendo que sentiu saudade até que é bom, vai!
E quando esse alguém faz de tudo para matá-la? É bom demais.
Sexo é bom. Sexo com amor é melhor ainda.
Acordar sem ressaca depois de uma noitada é muito bom.
Ouvir que alguém lembrou de você por algum motivo é gostoso e bom demais.
Assistir seu filme preferido no cinema é legal e bom. Com uma boa companhia? Muito bom.
Ganhar aquele livro que você sempre quis ler é bom demais.
Ligar o rádio e estar tocando sua música preferida é bom. E cantá-la durante o banho? É muito bom.
Ver seu time ganhando já é bom, ver seu time ganhando do maior rival é bom demais.
Ouvir um "obrigado", "licença", "de nada", "por favor" e "não tem de que" é bom.
Sair um episódio inédito da sua série preferida é muito bom.
Passar direto na faculdade/escola é bem bom, é bom demais.
Estudar o que você ama já é bom, trabalhar e ganhar pra isso é muito bom.
Pedir seu sabor de pizza favorito com borda de catupiry ou seu temaki predileto: é bom.
Fazer exercício físico depois de um dia de puro stress é muito bom. E subir na balança e descobriu que emagreceu? Noooooossa, é bom demais!
Tirar o sapato e o sutiã chegando em casa... Nossa, como é bom. E tomar banho e deitar na sua cama depois de um dia exaustivo? É muito bom.
Receber um elogio por algo que fizemos ou falamos é bom. Receber um elogio por sermos quem somos é sem palavras, bom demais.
Gostar de alguém e ser recíproco aquece o coração e é bom. E ouvir um "eu te amo", "você é meu orgulho", "eu te admiro" ou um "você é minha inspiração" vindo de alguém que você ama? Dá vontade até de chorar... É muito bom!
Ter sua mãe como uma das suas melhores amigas? Isso é bom demais. (vale para pais, irmãos, tios, primos e avós!)
Ter alguém da família (seja de sangue ou de coração) pra te dar a mão é bom.
Se sentir rodeada de pessoas que querem o seu bem é muito bom.
Dar risada até a barriga doer é bom demais.
Ter com quem dar risada é melhor ainda.
Receber sorrisos sinceros e sem malícia de desconhecidos na rua é bom também. Perceber que corresponder esse sorriso pode mudar o dia de quem está do lado de lá é melhor ainda.
Fazer sua parte pro mundo ter mais amor e sorrisos é muito bom.
Ser a coisa boa na vida das pessoas é a melhor coisa... Bom demais.

É, a vida tem dessas: cada coisa boa! E a gente, às vezes, ainda pensa em reclamar!

Janeiro.

12 de jan de 2016

Ah, janeiro, se pudesse te descrever, te descreveria como 'tão janeiro'...

Janeiro renova minhas esperanças, restabelece minhas metas, me motiva a acreditar em meus sonhos e traz tantas certezas, sorrisos e amores. Janeiro zera meu estoque de lembranças, mas guarda as antigas no cantinho mais especial do coração. Janeiro não é concessionária, mas permite que eu saia praticamente zero quilômetros para rodar por todos os cantos do mundo pronta para fazer e escrever história - literalmente.

Janeiro me traz paz, me afasta dos pesos e dores dos meses anteriores, permite viver em mim só aquilo que me faz sorrir. Falando em sorrir, Janeiro me proporciona momentos inesquecíveis e sorrisos tão sinceros que acabei de sorrir só por lembrar deles. Janeiro confia em mim, confia tanto que me permite ficar com a cabeça vazia e mesmo com tanta liberdade eu escolho pensar só em coisas boas.

Janeiro me faz mais confiante, me faz perceber que eu tenho doze longos e lindos meses esperando por mim para recomeçar e fazer tudo o que eu quero fazer. Listo em um papel tudo aquilo que eu queria que acontecesse e Janeiro parece sussurrar em meu ouvido "acredite, acontecerá!" e eu, que confio quase que cegamente nele, acredito mesmo.

Janeiro, também, abre meus olhos. Janeiro me dá conselhos e me apoia a abrir mão daquilo que não me merece, diz que ninguém vai para frente sem deixar o que lhe puxa pra trás. Janeiro não é só mil maravilhas, ele também me manda para um canto para pensar e não é castigo, juro que não é. Janeiro só faz isto para que eu deixe de lado um pouco a vida agitada e me concentre um pouco em mim. E isto me faz enxergar tantas coisas que na correria do dia a dia eu não teria enxergado...

Janeiro me traz a sensação de começo e olha que já são 20 anos começando em todo janeiro... Mas é como se todo janeiro eu me sentisse de pés firmes. É como se no primeiro dia do ano eu ganhasse um presente de Janeiro e dentro dele viesse paz, amor, saúde, felicidade, sucesso, prosperidade, sabedoria e um bocado de coisas boas em volta de um laço vermelho para eu desfrutar durante o decorrer do ano.

Ôh, Janeiro, cê me faz tão bem... Me faz tão bem que a partir de hoje só acredito em amor verdadeiro se alguém fizer eu me sentir como faz Janeiro. ❤️

Eles nunca vão nos entender

29 de nov de 2015

Tem coisa que sentimos... Sentimos no olhar que acompanha e desvia, no sorriso que abre tentando fechar e no beijo que entrega sem conseguir resistir. Sentimos nas palavras e, às vezes, na ausência delas. Sentimos na preocupação e na vontade de cuidar, nas mãos que nos seguram e não nos deixam ir. Sentimos no abraço que acalma, no toque que arrepia e nos olhares que entregam. Sentimos porque nada nos impede de sentir.

Tem coisa que percebemos... Percebemos nos ciúmes mais bobos, nas discussões mais idiotas e nas tão esperadas reconciliações. Percebemos nas irritantes provocações e na mania de querer chamar atenção. Percebemos na vontade de se sentir e ser presente, na vontade de estar perto a todo momento. Percebemos no anseio de estar ali só por estar, sem ter muito o que esclarecer. Percebemos porque as atitudes nos permitem perceber.

Tem coisa que sabemos... Sabemos porque é dito olhando nos olhos, na confusão entre o amor e o ódio, no orgulho deixado de lado, no medo de perder, no anseio do reencontro, no desejo do toque, na entrega e na intimidade. Sabemos porque é dito na angustia da saudade, nas lembranças que vêm nos momentos menos propícios e nas recordações bobas que nem deviam existir - mas existem. Sabemos porque, no fundo, temos consciência que é recíproco.

Tem coisa que nós intuímos... Intuímos, sentimos, percebemos e sabemos; mas não adianta nem tentar explicar porque quem não sente o que sentimos nunca vai entender o que só nós entendemos.

Cartas para Zé - Quando o amor amadurece.

4 de nov de 2015

Eu sei que é meio estranho mas olhei pro calendário e fiquei um tempão pensando "o que tem hoje?", com aquela sensação de 'estou esquecendo algo'. Tudo fez sentido quando abri minha caixinha de lembranças e lembrei que hoje faríamos 5 anos juntos. 5 anos que foram interrompidos há algum tempo, mas que seguem fazendo história em minha história.
É meio doido eu estar aqui depois de tantos anos, mesmo não significando mais o que já signifiquei um dia, mas eu não me importo. Queria aproveitar esse dia para te falar várias coisas que nunca te falei por falta de oportunidade - ou de coragem, talvez. Queria dizer que hoje consigo perceber que lá atrás eu gostei de você muito mais do que eu imaginei... Hoje percebo que até o amor amadurece e o meu amadureceu.
Eu sei que muita coisa mudou e, na verdade, você nem faz ideia do quanto! A vida muda, nós conhecemos outras pessoas e cada um segue o seu caminho. Confesso que às vezes tenho vontade de te chamar para ir tomar uma cerveja naquele bar do Marcão que a gente batia cartão só para contar tudo o que aconteceu na minha vida nesse tempo que nos afastamos e que você me conte tudo o que aconteceu na sua... mas como essas coisas nunca dão certo, eu espero até um dia especial, como o de hoje, para poder falar com você.
Eu tenho torcido muito por você, mesmo de longe. Tenho torcido pela sua felicidade, pela sua saúde, pelo seu sucesso e por tudo que você merece. Espero que você consiga terminar sua faculdade de psicologia, que viaje logo para a Austrália para me contar cada detalhe do país dos nossos sonhos, que você compre aquele ap que você sempre quis só para ter uma rede no meio da sala e que realize todos os sonhos que compartilhava comigo quando éramos um só.
Queria te agradecer por ter sido especial na minha vida, eu sei que você nem faz ideia disto mas você foi alguém que eu sempre vou guardar na gaveta do coração. Sabe aquelas lembranças que guardamos para relembrarmos e sorrirmos quando ficarmos tristes? Você sempre será uma dessas lembranças.
Queria pedir para você sempre lembrar de mim como alguém que quis o seu bem, trouxe alegria enquanto estava por perto e te amou em todos os momentos (até naqueles que você não merecia). E que nunca duvide de mim porque eu sei que tem muita gente que quer que você acredite no contrário. Quando precisar ou quiser conversar, eu vou estar aqui para contar todas as loucuras que aconteceram na minha vida enquanto nós estivemos distantes. Espero que você esteja e seja muito muito, muito, muito feliz.

Te amo. Não é de hoje, não só hoje e continuarei amando depois de hoje.
Theme Base por Erica Pires © 2013 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo