Carta para dizer que (não) acabou.

20 de jan de 2015

Eu sei que não conseguiria dizer isso tudo olhando nos seus olhos... Então preferi juntar as minhas coisas, fazer as malas e partir. Com lágrimas no rosto, precisando de um colo e alguém para dizer "vai ficar tudo bem". Era difícil, mas eu queria que alguém me desse um pouco de esperança. E o pior: Esse alguém não podia ser você. Logo você que me fez acreditar na vida quando tudo ao meu redor parecia não ter valor, sentido e razão. 

Foi difícil assumir mas precisei abrir mão de você, de nós... Mas foi tudo por você, por nós. Porque nós não podíamos deixar que a nossa história acabasse como todas as outras... Com mágoa, raiva, culpa e arrependimento. E não seria justo deixar o que foi bom se tornar um assunto proibido no futuro porque foi uma fase que, depois de dar certo, deu errado. Eu não podia deixar tudo se transformar num pesadelo. E foi por isso que abri mão. Para lá na frente nós olharmos para trás e lembrarmos de nós dois com um sorriso no rosto e um "que fase boa" ecoar pela nossa mente. (falar isso depois de te deixar talvez não faça sentido, mas um dia você vai me entender...)

Eu sei que não existe uma "lei de fim de relacionamento", mas se existisse eu estaria infringindo porque ir atrás de ex não é permitido. São três da madrugada, é sábado e eu podia estar em qualquer lugar com qualquer alguém... Mas eu decidi escrever para te contar que a minha cama está fria, a programação da TV a cabo se torna mais legal quando tenho você do lado para comentar e não ter alguém para contar mil vezes as minhas mesmas histórias é um pouco entediante. Tô te escrevendo pra contar que eu consegui baixar aquele jogo que você falou que é legal e que eu acordei todos os meus vizinhos enquanto gritava com um zumbi que tentou me atacar, que aquele seu moletom verde continua sendo meu favorito na hora de ir dormir e que seu perfume impregnou nas minhas coisas. E talvez assumir tudo isso seja errado; afinal, dizer adeus e depois assumir, em outras palavras, que sente saudades é contraditório; mas talvez eu não te queira de volta, só te queira bem.

Enfim, a tinta da caneta está acabando, o sono está batendo e eu só queria te dizer... Acabou o desejo, a esperança, a vontade de seguir em frente e o querer ultrapassar qualquer obstáculo. Acabou o frio na barriga, o coração acelerado, as pernas fraquejando e a respiração acelerada. Acabou o sorriso bobo, os suspiros e o brilho nos olhos. Mas eu te juro... O amor não acabou.

Um comentário :

  1. "Acabou o sorriso bobo, os suspiros e o brilho nos olhos. Mas eu te juro... O amor não acabou." Me definiu tanto, mas tanto que chega a assustar. Feliz por ver você por aqui de novo. Li o ultimo post, não comentei mas pode ter certeza que torço por você. E sobre esse texto: era o que eu precisava ler, só isso.. 😍😉
    Beijooos Day

    ResponderExcluir

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo