Você pode fugir de mim

30 de mar de 2015

Quando me ver sorrindo por aí, faça questão de mostrar que seu sorriso é maior e mais sincero. Quando me ver com outro alguém, não esqueça de chamar qualquer uma pra desfilar ao seu lado. Quando sentir saudades, não fraqueje e nem pense em assumir isso pra mim. Quando beber umas doses ou outras, desligue o seu celular (ou deixe em casa). Quando sentir falta do meu beijo, beije qualquer outra só pra matar o desejo. Quando nossa música tocar, pode abaixar o volume ou até mudar de rádio. Quando a carência bater, nem ouse em pensar em me chamar pra falar que quer me ver. Quando perguntarem de mim, fale que faz tempo que a gente não se fala - e se perguntarem "por quê?" desconverse ou diga que foi melhor assim.

Tente esquecer de tudo que me envolva... Desde nosso primeiro encontro até a nossa última despedida. Tente esquecer de quando você perguntou meu nome e me pediu um beijo - e que foi naquele momento que tudo começou. Tente esquecer das nossas promessas, que foram poucas mas foram sinceras. Tente esquecer das minhas manias e de como eu conseguia ser insuportável só pra depois pedir desculpas e, quem sabe, ganhar alguns beijinhos. Tente esquecer do calor dos meus braços e de como a gente se encaixava perfeitamente no nosso abraço. Tente esquecer das nossas bebedeiras e momentos engraçados, mas pra esquecer isso faça um esforço viu? Tente esquecer do jeito que eu cuidava de você, como ninguém nunca tinha cuidado antes. Tente esquecer o jeito que eu te olhava enquanto você sorria. Tente esquecer tudo, tudinho. Não deixa mais nada na memória.

Você pode fugir de mim quantas vezes quiser, como e quando quiser. Pode jurar ódio eterno, falar de mim quantas vezes e pra quem quiser. Pode, também, desejar não me encontrar nunca mais e evitar todos os nossos possíveis encontros. Pode tentar seguir outros caminhos, se divertir com outros corpos e tentar achar alguém que te dê um pouco mais de carinho. Você pode me ligar durante a madrugada pedindo pra eu sumir e, quando eu cansar de atender, deixar recado na caixa postal querendo me atingir. Pode, também, tentar fingir que não me viu quando o destino decidir nos levar ao mesmo lugar. Falando em destino, você pode xingar ele também! Diga que você não sabe o que fez pra merecer alguém como eu na sua vida! Grite! Esperneie! Você pode sair gritando por todas as esquinas dizendo que me esqueceu. Pode, também, até falar pra alguns que nunca me conheceu.

Você pode fugir das nossas memórias e tentar apagar todas as nossas histórias. Pode fugir, ou pelo menos tentar, 1 ou 10 vezes... De mala e cuia ou sem bagagens e pesos desnecessários. Pode pegar carona de carro, caminhão, ônibus ou até mesmo um avião. Você pode fugir de mim quantas vezes quiser, como e quando quiser... Mas eu sei que você vai voltar... Porque você sempre volta.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Theme Base por Erica Pires © 2013 | Powered by Blogger | Todos os direitos reservados | Melhor Visualizado no Google Chrome | Topo